sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

DICAS DE COMO ALFABETIZAR A PARTIR DE TEXTOS


"Nos primeiros passos em direção à alfabetização, o aluno vai abordar o texto não para dominar o mecanismo da leitura, mas para aprender alguns fatos sobre o sistema da escrita e, possivelmente, descobrir algumas relações entre a escrita e a fala. Continuando a lidar com textos, seus conhecimentos se ampliarão. Aprenderá sobre os usos sociais da escrita e os diferentes tipos de organização textual. Pouco a pouco, será capaz de reconhecer, num relance, certas palavras que se repetem muito. Em algum momento, descobrirá que as letras se relacionam com sons: estará fechado o círculo que vai do texto à letra. A aprendizagem por meio do texto é altamente motivadora porque dá ao aluno impressão de que ele caminha rápido para chegar ao que interessa: a compreensão de uma mensagem.
O texto é o ponto central de uma proposta pedagógica, pois é ele que tem o significado e permite a inferência, dedução e compreensão na leitura e na escrita. O registro e a leitura de tudo o que for possível em atividades desenvolvidas pelas crianças, como listagem de nomes e palavras, letras do alfabeto frases, textos coletivos etc , passam a ser elementos de investigação cotidiana.
O mais importante é que o texto tenha sentido e interesse para a turma. Palavras “fáceis”e “difíceis” aparecem juntas e serão assimiladas pelos alunos". 

Célia Rodrigues

POR CRISTIANE COSTA

1 MOMENTO:

Conhecimento prévio e inferência a partir de ilustrações ou objetos:

Na rodinha introduzir o tema com uma conversa. Trazer a poesia dentro de uma caixa bem decorada, para chamar a atenção das crianças e promover um clima de suspense.  Junto com o poema coloque imagens relacionadas. Exemplo: Se você estiver trabalhando o poema AS BORBOLETAS de Vinícius de Morais coloque na caixa imagem de borboletas. Pergunte se as crianças sabem o que é ser poeta, se sabem o que é uma poesia. Deixar as crianças falarem. Depois tire da caixa os objetos ou imagens relacionadas ao poema. Em seguida pergunte o que eles sabem sobre o objeto ou imagem. Explore o visual permitindo que as crianças façam inferência a partir da ilustração ou objeto. Pergunte: pela ilustração ou objeto podemos adivinhar sobre o que iremos falar no texto? Sobre o que o texto falará? Explore bastante a imaginação das crianças. 

2 MOMENTO:


Leitura do poema


Retire o poema da caixa e leia para as crianças.  Leia mais de uma vez com entonação e ritmo de forma a chamar a atenção das crianças. Depois apresente o texto em cartaz e em letra bastão, deslizando a mão sobre as palavras. 


3 MOMENTO:


Apreciação e refutação das hipóteses levantadas


Questionar: Gostaram? O que vocês acharam que iria aparecer no texto, se confirmou?


4 MOMENTO:


Levantamento de perguntas para compreensão do texto


perguntas para o desenvolvimento de habilidades de localização de informações explicitas e inferir a partir do contexto. Exemplo: Quantas borboletas encontramos no poema? Quais as cores das borboletas? 




 5 MOMENTO:

Separação de partes e ordenação do poema

O professor deverá ter confeccionado um segundo texto para esta atividade (recorta as partes do texto-estrofes e tendo o texto do cartaz como modelo pede que as crianças montem o poema) Nesse momento chamar a atenção para as estrofes e versos. Embaralhe os versos e peça que as crianças montem na ordem correta.

6 MOMENTO:

Localização de palavras no texto e percepção sonora

O professor apresenta fichas com palavras extraídas do poema. Chama alunos para colocarem as palavras sobre as mesmas palavras do poema. Depois troca as palavras por outras e promove um diálogo chamando a atenção para a mudança na sonoridade.

7 MOMENTO:

Desenvolvimento da consciência fonológica

Escolher uma palavra do poema e escrevê-la na lousa. Apagar a primeira letra da palavra e substitui-la por outra. Promover um diálogo sobre a permanência de algumas letras e a troca de apenas a letra inicial para ocorrer uma mudança no significado da palavra. Escrever a palavra novamente e sugerir que as crianças encontrem outras palavras com terminação igual a palavra em destaque. Exemplo: BORBOLETA - CHUPETA - CARRETA... Faça o registro no caderno. Finalize a aula com uma ilustração do poema feito pelas crianças. Exponha as produções, antes peça que escrevam o título do poema.















Postar um comentário