sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

DITADO DE IMAGENS: COMO DESENVOLVER A LINGUAGEM VISUAL E ESCRITA

A criação de uma imagem para comunicar uma ideia pressupõe o uso de uma linguagem visual. Acredita-se que, assim como as pessoas podem "verbalizar" o seu pensamento, elas podem "visualizar" o mesmo. Na análise da "linguagem visual", os elementos da linguagem são delineados através dos elementos de arte e princípios de design. Um diagrama, um mapa e uma pintura são exemplos de usos da linguagem visual. Suas unidades estruturais costumam incluir linha, forma, cor, movimento,textura, padrão, direção, orientação, escala, ângulo, espaço e proporção.
A teoria da arte é usada para construir composições visuais. Acredita-se que os elementos de uma imagem representam conceitos em um contexto espacial, ao invés da forma linear usado para palavras. Acredita-se também que a fala e a comunicação visual são meios paralelos e geralmente interdependentes pelos quais seres humanos trocam informações.
Origem: Wikipédia


DITADO DE IMAGENS

Por Cristiane Costa
1. Selecione uma imagem e leve-a para a sala. 
No meu caso utilizei a imagem da obra de Tarsila do Amaral - A Cuca

2. Não mostre a imagem aos alunos;

O suspense os deixarão mais curiosos, isso é estimulante.

3. Descrevendo a imagem;

Solicite a um voluntário que vá até sua mesa e descreva minuciosamente a imagem para os colegas.



4. Desenhando

Os alunos devem desenhar a imagem enquanto é descrita pelo colega;





5. Depois de terminarem os desenhos mostre a imagem original para os alunos.

6. Conversando sobre os desenhos

Converse com eles sobre a descrição verbal e seus desenhos. Aproveite para comentar que é natural que cada um tenha criado uma imagem diferente porque a linguagem oral não dá conta da imagem visual e também porque ao desenharem fizeram uma interpretação pessoal da descrição efetuada pelo colega.



DICA:

A tarefa pode ser repetida com outras imagens e com outros alunos assumindo a função de descrevê-la. Essa atividade permite aos alunos reconhecer alcances e limites das linguagens visual e escrita.








Postar um comentário